quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Fórum da Juventude discute etapa municipal da conferência nacional



O Fórum da juventude organizado pela gerência de Programas Sociais da Secretaria Regional Norte debateu na segunda, dia 29, sobre a etapa municipal da conferência nacional que vai acontecer no próximo dia 10 de setembro. Participaram do encontro mais de 40 jovens das Escolas Municipais, Estaduais e do Programa BH cidadania da PBH.

O Coordenador Municipal da Juventude, Tony Anderson palestrou sobre o que é a conferência, eleição dos delegados, propostas de melhorias das políticas públicas para a Juventude, direitos, deveres e sobre o trabalho da coordenadoria da juventude no município.

Vinculada à Secretaria Municipal de Governo, a Coordenadoria da Juventude funciona como referência institucional da população jovem e de outras regiões. O órgão possibilita a integração entre programas e ações específicos, destinados à educação, à cultura, à socialização e ao aprendizado profissional. Cerca de 20 projetos compõem o quadro de iniciativas destinadas à população entre 14 e 24 anos. Os benefícios alcançam mais de 50 mil pessoas.

Para a estudante Gabriela Maria o fórum da juventude é um espaço importante de discussão das questões relativas aos jovens. “Aqui levantamos demandas e discutimos para que sejam aprovadas pelo governo. São assuntos de nosso interesse como a questão do combate as drogas, lazer e outros. Ficamos sabendo também sobre o que o governo possui para nós”, disse.

De acordo com Nilson Veras, gerente regional de Programas Sociais, e coordenador do Fórum da Juventude, os jovens estão mais participativos e interessados, levantando demandas para a prefeitura. Através do fórum e das diversas discussões com eles levantamos as principais demandas da classe que são cursos profissionalizantes, primeiro emprego e participação no programa pro jovem”, disse.






FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)Enviar para o Twitter

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Fórum de Atenção à Criança e ao Adolescente discute atos infracionais


O Fórum de Atenção á Criança e ao Adolescente realizado pela Secretaria Regional Norte discutiu, na última quinta-feira, dia 25, o tema - Medidas Sócio-Educativas e Atos Infracionais no Ambiente Escolar Cometidos por Adolescentes. A atividade propõe um debate entre profissionais da educação e contou com a participação de 50 pessoas entre estudantes e gestores da PBH.

De acordo com Willian Lélis, Analista do Ministério Público, que palestrou sobre o tema, o adolescente que esta em conflito com a lei está sujeito à aplicação das medidas socioeducativas como advertência, obrigação de reparar o dano, prestação de serviços à comunidade, liberdade assistida, inserção em regime de semi liberdade e internação em estabelecimento educacional. “Os educadores são fundamentais nesse processo, pois acreditando na mudança do aluno vão contribuir para novas possibilidades de aprendizado”, explica.

Segundo dados do Setor de Pesquisa Infracional – SEPI, referentes ao ano de 2010, contabilizaram-se 9.864 entradas de adolescentes, sendo 3.104 entradas repetidas, ou seja, reincidentes. No universo de 6.689 casos sobre os quais há informação, 74,8% deles estão entre as idades de 15 e 17 anos. E 84,4% dos jovens são do sexo masculino e 15,6% do sexo feminino. O Analista Lélis apontou ainda o perfil dos adolescentes em conflito com a Lei. “No que diz respeito à educação, no total de 5.776 casos com informação: 16,6% estavam na 5ª série; 20,7% na 6ª série; 16,6% na 7ª série e 18,2% tinham o ensino fundamental completo; 13,3% estudavam no ensino médio e 7,9% não estudavam (459 adolescentes)”, informou.

Maria Angélica de Souza, coordenadora da Escola Municipal Florestan Fernandes comenta que os educadores têm uma preocupação com os alunos, pois muitos escolhem caminhos errados. “Temos que procurar ajudá-los e juntos diminuirmos essa realidade. Precisamos pensar com a sociedade para conseguirmos combater atos infracionais no ambiente escolar,” diz.

O Fórum de Atenção à Criança e ao Adolescente é um espaço para a discussão e debate sobre os desafios de atendimento às demandas educacionais, relacionadas às situações de vulnerabilidade social. O objetivo é promover a formação e troca de experiências entre os agentes envolvidos em ações de proteção, promoção e inclusão na perspectiva de articular a intersetorialidade. O encontro é realizado sempre na última quinta-feira do mês no auditório da Regional Norte.



FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)Enviar para o Twitter

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

BH Cidadania Brasilina Maria de Oliveira promove Cultura




Com o objetivo de envolver os jovens e adolescentes em atividades culturais, artísticas e sociais, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio do BH Cidadania Brasilina Maria de Oliveira, proporciona aos moradores da regional Norte, um espaço de estudo e pesquisas sobre grafismo, através do Projeto Guernica que é um programa da Secretaria Municipal Adjunta de Direitos de Cidadania. A atividade iniciou no mês de maio e conta com a participação de 20 alunos entre 13 e 17 anos.

De acordo com o grafiteiro e ilustrador Wemerson Silva, o projeto Guernica tem como finalidade valorizar a cultura local e fomentar novos olhares e valores para a comunidade. “Através da proximidade que adquiro com cada aluno, procuro trabalhar em cima de seu ponto fraco. Às vezes, não sabem desenhar, colorir ou até pintar, mas através de diversos exercícios, ensino uma técnica diferente”, explica.

A metodologia do Guernica é estruturada por quatro eixos principais. O primeiro, de estudo, reflexão, debates e planejamento, que são as reuniões gerais com a equipe, seminários, mesas redondas e palestras. O segundo são as oficinas coordenadas por artistas plásticos e grafiteiros, destinadas prioritariamente aos jovens de bairros populares.

Para o aluno Talison Ferreira dos Santos de 14 a. o Projeto esta ajudando muito. “O tempo que poderia estar em casa venho para cá e aprendo mais sobre a cultura do nosso país, além de investir no meu futuro”, comenta.

O Projeto Guernica tem como intuito ampliar as possibilidades de inclusão dos participantes em outros discursos e espaços da cidade, o abandono de práticas trans¬gressoras, maior respeito à memória social, ao patrimônio público e à paisagem urbana.


Mais informações: 3277-1848

FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte (GERCOM-N)Enviar para o Twitter

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Oficina de Planejamento participativo reúne moradores da regional Norte



A comunidade da regional Norte reuniu-se na última quarta feira, dia 24, no auditório da Secretaria Regional Norte para participar da Oficina de Planejamento Participativo das sub-regiões N2 e N4 coordenado pela Secretaria Municipal Adjunta de Gestão Compartilhada. O intuito da atividade foi à oficina de debate e a elaboração de propostas que serão apresentadas através do Grupo de Trabalho Territorial – GTT, ao Prefeito de Belo Horizonte no próximo dia 12, na Escola Municipal Tristão da Cunha.

Em BH os diversos espaços de participação popular existentes têm contribuído para a gestão da capital, que a cada ano tem mudado para melhor a vida das pessoas. Esses espaços - Orçamento Participativo, conferências, conselhos, fóruns, entre outros favorecem o debate, a reflexão e a construção de propostas de ações em diferentes áreas das políticas públicas e das ações da prefeitura.

Willian de Sá
Para Willian de Sá, morador do Bairro Jardim Felicidade, é muito satisfatório saber que a prefeitura está ouvindo a opinião da comunidade para construir uma cidade melhor para se viver. “Nós moradores do bairro Jardim Felicidade estamos buscando melhorias como urbanização e moradias para as pessoas mais carentes. Posso afirmar que ser ouvido pela PBH já é um passo a frente, uma conquista da população”, destacou.

Algumas das propostas indicadas pela comunidade dos territórios N2 e N4, tratam de habitação para famílias de baixa renda, aumento do número de academias da cidade, preservação das nascentes, melhoria do serviço de limpeza urbana, política de apoio a grupos culturais, escolas técnicas profissionalizantes, feira de produtos, alargamento de vias, programas e campanhas educativas sobre o uso de drogas, aumento do numero de postos policiais e melhoria da divulgação das atividades desenvolvidas pela Prefeitura.

Moradores foram divididos nos Territórios  N2 e N4

O Secretário Regional Norte, Haldley Campolina Vidal, afirma o sucesso do encerramento do ciclo de debates. “A comunidade que participou ficou satisfeita e comprovou a intenção da PBH na efetiva democratização. Durante todo o processo foram abordados diversas questões estruturais nas áreas de saúde, educação, social, e outros. O resultado dos debates será apresentado ao prefeito em reunião na próxima etapa”, completou.

 

FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)
Enviar para o Twitter

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

TV CONECTA : PBH faz esterilização gratuita de cães e gatos





A esterilização de cães e gatos contribui para o controle populacional dos animais e diminui bastante o risco de transmissão de doenças.Existem três centros de Controle de Zoonoses na cidade,além de Unidades Móveis que visitam locais onde sua presença é necessária.

Veja a reportagem : http://migre.me/5yq2n

FONTE : TV CONECTAEnviar para o Twitter

BH Cidadania promove jantar de confraternização do Pro Jovem




Um jantar com comidas leves, saudáveis, e o principal cardápio do dia. Promover a Confraternização entre jovens participantes do Programa Pro jovem através da entidade executora Grupo de Desenvolvimento Comunitário - GEDECOM e seus familiares. A atividade visa o fortalecimento dos laços e contribui para a socialização e a inclusão social de todos. Os trabalhos foram desenvolvidos no BH Cidadania/CRAS Providência, na regional Norte, na última semana.

No encontro os jovens participaram de uma roda de conversa com seus familiares e amigos através de uma dinâmica de grupo onde cada um se apresentou e falou das qualidades do outro integrante. Logo após eles foram para a cozinha do local onde se encontraram com o gourmet e supervisor da Instituição GEDECOM, Júnior Castro. Lá eles aprenderam como lavar, preparar, cozinhar e servir os alimentos. Assim que o jantar ficou pronto os alunos serviram os familiares que degustaram a comida feita pelos aprendizes de gourmet.

Helaine Marques, mãe da aluna Bruna Marques, acredita que a filha melhorou muito com programa pro jovem. “Vejo minha Filha mais alegre, estabilizada. É muito Gratificante. Aconselho a todos os vizinhos que tragam seus filhos para a atividade. Aqui é uma oportunidade de tirar as crianças da rua e ensinar um ofício”, completou.O pai Luciano Alexandre da Silva, acredita que o exemplo para os jovens vem através da família e do apoio que diversos órgãos oferecem.“Isso faz com que eles possam se desenvolver psicologicamente e também profissionalmente”, disse.


Comida preparada pelos Jovens

O Pro Jovem Adolescente é um serviço Socioeducativo de Proteção Social Básica, inserido na Política Nacional de Assistência Social (PNAS) e no Sistema Único de Assistência Social (SUAS), vinculado ao Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Sua principal diretriz é complementar a proteção social à família, a partir do apoio direto aos adolescentes de 15 a 17 anos de famílias beneficiárias do programa Bolsa Família e vinculados a programas e serviços de Proteção Social Especial.

Para Júlio César, jovem morador do bairro Minaslândia que participou das atividades aprendeu como cuidar dos alimentos. “Aprendi a cuidar dos materiais desde o preparo e que cozinhar não é um bicho de sete cabeças além de ser muito divertido trabalhar em grupo. Pretendo ajudar a cozinhar em casa também”, afirmou.









FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)Enviar para o Twitter

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Alunos realizam plantio de mudas na UMEI Primeiro de Maio



Com o objetivo de incentivar as crianças para uma alimentação saudável e atentá-las para sua importância, a prefeitura de Belo Horizonte, por meio da UMEI Primeiro de Maio, realizou na Quarta-feira, dia 17, um plantio de mudas com os alunos da educação infantil. Cerca de 50 alunos entre 4 e 6 anos participaram da atividade.

De acordo com a gerente da UMEI Primeiro de Maio, Denise Maria de Oliveira, esse é algumas das atividades desenvolvidas pelo Projeto Família e Escola. “Os pais dos alunos questionam que seus filhos não comem de tudo, principalmente verduras e legumes. A partir de então surgiu à ideia de construir um canteiro e com elas realizar o plantio. A cada verdura plantada é explicado sobre a importância e o que contribui para o seu desenvolvimento. O objetivo é incentivá-los a comer alimentos saudáveis e que são de extrema importância”, explica.

Wellington Ferrari, Engenheiro Agrônomo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente ensina as crianças como realizar o plantio das verduras. “É muito bom fazer parte desse projeto que tem somente a acrescentar na vida delas”, comenta. Yasmim Eduarda de Oliveira, 6 a. aluna da UMEI, diz que gostou muito da atividade. Aprendi que verduras e legumes são importantes para o nosso crescimento e nos ajudam a manter uma vida saudável. “Vou pedir ao meu pai para fazer o mesmo em casa”, afirma.

O projeto Família e Escola têm como intuito destacar a importância da Educação Infantil como um trabalho compartilhado entre ambos, visando aproximar as famílias dos educandos na busca de mecanismos que favoreçam um trabalho de qualidade em favor de uma atuação que mobilize tanto os educadores, educandos e a sua família.

FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)Enviar para o Twitter

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Castração de animais evita doenças na Regional Norte



A Prefeitura por meio da Secretaria Regional Norte através da Gerência de Zoonoses e da Unidade Móvel de Castração está promovendo entre os dias 16 e 26 deste mês no Bairro Jardim Felicidade, a castração de cães e gatos. Belo Horizonte tem cerca de 300 mil cães, sendo que 30 mil estão abandonados nas ruas. A população de gatos também é muito grande e além do aumento descontrolado do número de animais também existe o risco de doenças.

Com objetivo de diminuir a proliferação destes animais desordenadamente, a castração cirúrgica é o procedimento mais indicado. Ela deve ser feita a partir dos quatro meses de idade do animal. O pré operatório exige 12 horas de jejum e a cirurgia é rápida e indolor. O pós operatório é de responsabilidade do proprietário, que deverá administrar os medicamentos de acordo com a recomendação do médico veterinário responsável pela cirurgia.

Os benefícios da castração são o aumento da expectativa de vida, a diminuição dos riscos de doenças como câncer de útero, mama e próstata, além de outros problemas como ninhadas indesejadas, fugas de casa, cios, brigas e cheiro forte de urina.

Unidade Móvel de Castração

De acordo com a Veterinária da Gerência de Zoonoses Lívia Maria Leite Costa o intuito é a diminuição de cães e gatos controlando a população e doenças destes animais. “Aqui é um bairro com alto índice de leishmaniose e esta ação tem o objetivo também de evitar a doença na região. Vale ressaltar que a receptividade dos moradores é ótima. Eles aderiram à campanha da PBH”, completou.

Segundo Cleusa da Silva que levou o cachorro para castração, o trabalho facilita a vida da comunidade. “Esta ação é ótima. Além da castração descobri que meu animal tem infecção urinária e agora posso cuidar melhor dele. Se fosse levar em uma veterinária particular não teria condições”, disse.

Até o momento mais de 60 animais já receberam tratamento. A ação está acontecendo no Grupo de Terceira Idade Mensageiros da Paz, no bairro Jardim Felicidade - Rua 42,n° 125.A expectativa é de que cerca de 300 cães e gatos cadastrados sejam atendidos até o dia 26.




FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)Enviar para o Twitter

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Prefeitura apresenta projeto da Umei Monte Azul



A comunidade do bairro Monte Azul, na Regional Norte da cidade, assistiu nesta quarta-feira, dia 17, a apresentação do projeto de construção da Unidade de Educação Infantil Monte Azul. Cerca de 60 pessoas participaram da atividade que foi realizada no Ginásio Poliesportivo Jair Flosino e contou com a presença do secretário de Administração Regional Municipal Norte, Haldley Campolina Vidal, da secretária adjunta Wilma Lisboa, e de diversas lideranças comunitárias da região. A construção do novo equipamento faz parte do projeto BH Metas e Resultados vai colocar a Regional Norte entre as regiões com o maior número de escolas de Educação Infantil da cidade. A Umei Monte Azul será a décima unidade a ser construída na Norte.


Lucinéia de Souza
O projeto arquitetônico foi apresentado pelo coordenador no Núcleo de Projetos Especiais (NEPE) Escolas Infantis, Marcelo Amorim. A unidade, que vai oferecer 440 vagas para crianças de zero a cinco anos e oito meses, será edificada em três pavimentos com onze salas de aula, refeitório, cozinha, despensa, sanitários, sala multiuso, sala de professores, coordenação, secretaria, berçário e lactário, além de playground e estacionamento.


Marcilene Arruda
Marcilene Farias Silva Arruda, mãe de Adrian de 2 anos, está ansiosa para ver a obra concluída. “Aqui temos poucas opções para a Educação Infantil e o que tem é particular e não está incluída a alimentação. A solução é apelar para os cuidadores, o que nem sempre dá certo”, afirmou. Lucinéia Aparecida de Souza, mãe do menino Andrei, 3 anos, tem uma expectativa ainda maior. “Sou estudante de pedagogia e vou tentar uma vaga por meio de concurso público. Vai ser ótimo trabalhar e ficar ao lado do meu filho ao mesmo tempo”, concluiu.

FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte (GERCOM-N)Enviar para o Twitter

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Gestão compartilhada elabora propostas que serão apresentadas ao Prefeito



Ampliando a participação popular em Belo Horizonte. Este é o foco do Planejamento Participativo Regionalizado da Prefeitura, coordenado pela Secretaria Municipal Adjunta de Gestão Compartilhada. Nesta quinta dia 11, o programa de governo esteve reunido com a comunidade das sub-regiões N2 e N4 da regional Norte no BH Cidadania Brasilina Maria de Oliveira, no bairro Novo Aarão Reis. Cerca de 200 pessoas participaram do encontro que teve como objetivo a Oficina para debate e elaboração das propostas e a constituição da comissão representativa para os territórios N2 e N4.

Vilma Consolação
Expandir o acesso à informação, ampliar o acesso das políticas e das ações públicas, mais suporte a capacitação dos conselhos municipais, abrir novos espaços de diálogos com a sociedade, reforçar o planejamento participativo aproximando a gestão municipal do cidadão, e dar maior eficiência as ações e políticas públicas. Para Vilma da Consolação, moradora do bairro Providência e participante do Movimento dos Sem Casa, a interlocução da Prefeitura com o cidadão é uma boa ideia, considerada um avanço na política da cidade.

“Aqui é o espaço ideal onde podemos colocar para os gestores o que estamos precisando no nosso bairro. Boa parte da população tem interesse em participar dessas decisões juntamente da prefeitura e esse espaço era reduzido. Atualmente acompanho reuniões do centro de saúde, orçamento participativo, e aqui na gestão compartilhada. Assim tenho voz e poder para decidir o que é melhor para a minha região”, enfatizou.

No encontro a Secretária Municipal Adjunta de Gestão Compartilhada, Maria Madalena Franco, acompanhada de gestores públicos apresentou a população dados da região Norte como centros de saúde (19), UMEIS (8), Escolas Municipais (19) Parques (5), Academias da Cidade (8), BH Cidadania (5), além de obras em andamento. São elas: Complementação do Centro de Saúde Jaqueline II, recuperação da ponte do Bairro Ribeiro de Abreu, ampliação e reforma da Escola Municipal Daniel Alvarenga, reforma do campo de futebol do São Bernardo, implantação da Unidade Municipal de Educação Infantil-UMEI- Jardim Felicidade e outros.

Maria Madalena afirma a especificidade da gestão compartilhada. “Já temos a Trajetória do OP, mas com foco diferente, no curto prazo. Aqui na Gestão Compartilhada vamos além. É uma série de obras de estruturação para a cidade que não cabem nos recursos disponibilizados no Orçamento Participativo. Tudo será apresentado para o Prefeito. A cidade foi dividida em 40 sub regiões que se parecem. É um espaço de dialogo com a comunidade onde vamos colher as propostas”, declarou.

As propostas discutidas serão apresentadas através do Grupo de Trabalho Territorial- GTT, em âmbito regional no dialogo com o Prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda.



FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)Enviar para o Twitter

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Insuficiência Cardíaca é tema de Seminário na regional Norte




Com o objetivo de discutir o aperfeiçoamento dos médicos generalistas, para o encaminhamento correto e o cuidado prolongado com os pacientes que sofrem de insuficiência cardíaca, a Secretaria Regional Norte, por meio da Gerência de Saúde realizou nesta terça 9, o I Seminário Temático de Integração do Programa de Educação Permanente e Gestão Clínica.

Para debater o tema: A Interface entre a Atenção Primária à Saúde e a Rede Complementar para o Cuidado da Condição Clínica de Insuficiência Cardíaca, a coordenadora do Centro de Especialidades Médicas, Kátia Fontoura explica a importância do encaminhamento correto do paciente no segmento da saúde. “ A melhor forma de garantir que o paciente retorne a consulta em tempo determinado é facilitar o seu acesso. Ele será atendido pelo médico e após a consulta, o exame e o retorno serão marcados na recepção do centro de saúde que entrará em contato para informá-lo”, diz.

De acordo com o coordenador médico distrital, Thiago Simões Leite, as principais ferramentas clínicas para manter o vínculo com o paciente são o atendimento, protocolo das consultas, registro e monitoramento do paciente,além do envolvimento com o usuário. “Através destas ferramentas é possível acompanhar o paciente que sofre de insuficiência cardíaca. Atualmente na regional Norte, aproximadamente 20 mil pessoas sofrem dessa doença. Daí a importância de todas as ferramentas clínicas, para acompanhá-los caso a caso de perto”, relata.

Na Regional Norte 70 médicos generalistas ,de 19 centros de saúde realizam o acompanhamento mensal com os pacientes que sofrem de insuficiência cardíaca. Cerca de 20 mil pessoas são portadores da doença e 800 já estão em tratamento. O seminário de capacitação será realizado todas as terças-feiras do mês de agosto no auditório da Regional Norte na rua Pastor Muryllo Cassete, 85, São Bernardo.

Mais Informações 3277-7458


FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)
Enviar para o Twitter

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Regional Norte promove Operação Carroça Legal



Desde o dia 24 de fevereiro de 2011, a Prefeitura de Belo Horizonte sancionou a Lei n° 10.119, que dispõe sobre a circulação de veículo de tração animal e de animal, montado ou não, em via pública do Município. Com intuito de legalizar a atividade do carroceiro, a Secretaria Regional Norte por meio da gerência de Licenciamento Urbanístico em parceria com a BH TRANS e SLU, realizou entre os dias 9 e 10, a “Operação Carroça Legal”.

De acordo com o Wadson Vieira Dias, engenheiro do Departamento de Programas Especiais da SLU, trata-se da organização dos trabalhos dos condutores de carroças na cidade. “Com este trabalho hoje eles são nossos parceiros na limpeza urbana da cidade”, disse. Na operação os carroceiros recebem a habilitação do carroceiro e emissão da licença da carroça. A ação tem como proposta inclusão social e geração de renda.

Para o recebimento dos documentos os interessados devem apresentar identidade, CPF, Comprovante de endereço e o veículo não pode possuir nenhuma irregularidade na BH TRANS. Entre 2010 e 2011 a regional Norte cadastrou 122 carroceiros.Só nos dias 9 e 10, foram cadastrados 43 pessoas.

A condução de animal montado ou de veículo de tração animal em via pública deverá ser feita pela pista da direita, junto ao meio-fio e em fila única, sempre que não houver acostamento ou faixa a eles destinados, em velocidade compatível com a natureza do transporte, impedido o galope.

José Israel
José Israel que é Carroceiro afirma que a Prefeitura está prestando todo o apoio necessário com reuniões, palestras e ações como esta em prol da classe. “É um trabalho muito bom. Graças a isso aprendo como cuidar dos animais e dos veículos de forma correta. Agora eles estão bem tratados. Acredito que com isso, nosso emprego está valorizando”, enfatizou.

No próximo sábado 13, de 9 ás13h, a Secretaria Regional Norte (Rua Pastor Muryllo Cassete, 85, São Bernardo), em parceria com a BH TRANS promove mais um encontro com os carroceiros. Na reunião serão abordados os seguintes assuntos - Legislação no Trânsito,Unidades de Recolhimento de Pequenos Volumes- URPV e Deposição Clandestina.





FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)Enviar para o Twitter

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Professor Daniel Alvarenga está entre as finalistas do Prêmio Escola Voluntária





A Escola Municipal Professor Daniel Alvarenga, na região Norte, está entre as dez finalistas do Prêmio Escola Voluntária, desenvolvido pela Rádio e TV Bandeirantes e é a única escola de Belo Horizonte. O prêmio tem por objetivo divulgar, incentivar e premiar instituições de ensino responsáveis por projetos sociais que incentivem o trabalho voluntário entre os seus alunos.

A iniciativa pretende incentivar escolas voluntárias, que têm clareza do seu papel na formação de cidadãos conscientes, a ensinar que cidadania e solidariedade começam na sala de aula. Exemplos de mobilização das escolas em prol de suas comunidades são mostrados a todo país por meio de reportagens de rádio produzidas pelos alunos e professores. A troca de experiências entre as escolas finalistas motiva estes jovens, que acreditam na responsabilidade social, a continuarem neste caminho.

A Escola Municipal Professor Daniel Alvarenga entrou na disputa através da TV PDA, um trabalho desenvolvido pelos alunos desde 2009. A atividade teve início a partir de um diagnóstico para levantamento dos principais problemas vividos pela comunidade local. Surgiu então a ideia de implantação de uma TV Comunitária que utilizasse a linguagem local para abordar assuntos de interesse da comunidade por meio de vídeos educativos. Foram desenvolvidos temas como dengue, bulling entre outros.

Na TV PDA os alunos participam de uma equipe de reportagem que é composta por 50 estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental. Eles são divididos em pequenos grupos de acordo com a habilidade e competência desenvolvendo funções como filmagem, reportagem, edição e exibição. Para a diretora da escola, Andrea Caroline Correia Silva, o projeto resgata a dimensão humana dos alunos e da família. “A atividade cria laços entre a comunidade e a escola, possibilitando a ampliação dos horizontes da comunidade, a redução da exclusão social e conseqüentemente a melhoria da qualidade do ensino”, afirmou.

A primeira edição do Projeto Escola Voluntária abrangia apenas o estado de São Paulo e recebeu 80 inscrições. Este ano, serão oito Estados participantes e mais de 3600 projetos sociais participantes desde 2001. Em agosto e setembro acontece a capacitação de radiojornalismo das escolas finalistas. No mês de novembro será realizada a veiculação das reportagens produzidas pelas escolas que vão se encontrar em São Paulo entre os dias 11 a 17. A divulgação dos vencedores sai no dia 16 de novembro. A escola vencedora leva um prêmio de 15 mil, a segunda colocada, 10 mil e a terceira 5 mil.



FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)Enviar para o Twitter

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Programa de Cesta Básica reúne usuários na regional Norte




Com objetivo de atualizar informações sobre os três programas de proteção básica da Prefeitura de Belo Horizonte, usuários da regional Norte participaram da reunião do Programa de Cesta Básica, na terça, dia 9 na sede da secretaria. Cerca de 30 pessoas compareceram ao encontro organizado pela gerência de plantão social que acontece nos meses de agosto, setembro e outubro.

Os três programas de proteção básica são Plantão Social, Serviço de Proteção Social à Pessoa com deficiência e Serviço Regional de Atenção Básica à Família. Os benefícios concedidos pela Prefeitura de Belo-Horizonte através do plantão social, são normatizados e implementados pela Secretaria Municipal Adjunta de Assistência Social. Entre estes benefícios concedidos aos usuários destacam-se a cesta básica, carteiras de identidade e CPF e transporte urbano.

Juventina Menezes
Para Juventina Maria de Menezes que participa do programa de cesta básica da regional Norte é uma ajuda no sustento da família. “Tenho três filhos e a cesta básica que recebo da prefeitura colabora muito para nós que somos carentes”, disse. O Plantão Social tem como proposta acolher, proteger, promover e incluir a população do município, com problemas de sustento e encaminhando –a para os programas desenvolvidos pela PBH , contribuindo para a melhoria das condições de vida dos usuários e o resgate de sua cidadania, minimizando os fatores de risco pessoal e/ou social.

Rogério Porto que é psicólogo da gerência de proteção social ressalta que é importante lembrar que os benefícios não são para sempre. Aqui fazemos encaminhamentos para o mercado de trabalho e para cursos de qualificação profissional. “O intuito é que as famílias se qualifiquem cada vez mais e se auto sustentem”, declara. Na regional Norte 120 famílias são atendidas mensalmente pelo programa de cesta básica.Outras 180 Cestas são distribuídas para famílias de baixa renda.


Veja Programas de Abastecimento da Prefeitura



FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)Enviar para o Twitter

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Curso promove valorização do Auxiliar de Enfermagem na Regional Norte



A cada dia que passa a valorização do profissional é um dos temas de destaque no mundo e implantado em várias empresas. O intuito é melhorar a auto estima,eficiência e compromisso do trabalhador. Na Prefeitura de Belo Horizonte não é diferente.Com este objetivo o Núcleo de Apoio à Saúde da Família - NASF Norte e gerência de saúde promoveram na quarta, dia 3,no Centro de Saúde São Bernardo, um Curso de Capacitação de Valorização para o Auxiliar de Enfermagem.

Participam do curso 200 auxiliares de enfermagem da regional Norte divididos em 10 turmas de 20 alunos. A carga horária é de 20 horas trabalhadas em três encontros. Nas aulas os participantes recebem palestras sobre dicas de auto- estima estresse e auto cuidado. Os trabalhos acontecem até dezembro.

De acordo com a Coordenadora Cláudia Mara Braccini, é uma das formas de unir profissionais de todos os centros de saúde promovendo interação e dialogo. “A importância deste curso de capacitação é a valorização do profissional e mostrar para eles que a prefeitura preocupa com esta questão. Com a saúde e o desenvolvimento de cada um”, disse.

Para a Auxiliar de Enfermagem Ana Maria Teixeira, é uma ótima iniciativa da prefeitura. “Aqui esqueço um pouco do dia a dia que não è fácil para ninguém e aprendo coisas novas, além de encontrar com colegas de trabalho”, completou.



FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)Enviar para o Twitter

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Reunião da CRTT apresenta projeto das vias de trânsito rápido na Regional Norte



Com objetivo de apresentar a proposta de vias de trânsito rápido na Regional Norte, que vai possibilitar o desenvolvimento viário e econômico da cidade, representantes da BH TRANS e da Comissão Regional de Transporte e Trânsito - CRTT reuniram na terça-feira, dia 2, na Regional. O BRT é um Sistema de transporte coletivo por ônibus com alto desempenho e qualidade, rápido e flexível, operando em via ou faixa exclusiva e combinando operação, estações, veículos, serviços e ITS em um sistema integrado com forte identidade positiva.

De acordo com o Assessor de Relações Metropolitanas e metrô da BH TRANS, Tomás Alexandre Ahouagi, o projeto visa à melhoria do trânsito na cidade, inclusive com a diminuição do tempo de viagem. “O tempo gasto até o centro vai diminuir em média até 14 minutos, além da redução no custo das passagens. Com o serviço de integração através das estações de transferência o cidadão pode trocar de uma linha para outra sem custo”, afirma.

Utilização de Veículos de Maior Capacidade
A Proposta de via de trânsito rápido estará pronta em 2013 e prevê estações com plataformas niveladas com o piso do ônibus e portas à esquerda. Serão utilizados veículos com maior capacidade, diminuindo o número de automóveis, e o embarque e desembarque será nas plataformas. Os locais vão contar com corredores exclusivos, tarifa pré-paga e informações em tempo real. Na Região Norte a Estação de transferência Vilarinho vai contar com 19 linhas municipais. Destas 14 serão alimentadoras e cinco troncais. A Freqüência estimada de linhas por hora é de 116 alimentadoras e 68 troncais, totalizando 184 para a população. Na Avenida Cristiano machado serão implantadas 10 estações de transferência.

Corredores Exclusivos
Para o gerente regional de Licenciamento Urbanístico e representante da CRTT Norte, José Renato Barbosa Lopes, a BRT vai viabilizar melhorias para o trânsito na regional e em toda a cidade. “É de extrema importância para o desenvolvimento econômico da localidade. Realizamos diversas reuniões com pessoas da comunidade através da CRTT e com certeza este projeto vem para melhorar a qualidade de vida de todos”, disse.






FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte (GERCOM-N)
IMAGENS : ARQUIVO/ BH TRANS
 
Enviar para o Twitter

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Alunos dos Cursos Profissionalizantes da regional Norte apresentam trabalhos



Os alunos dos Cursos de Confeiteiro, Salgadeiro e Informática Básica do Programa de Qualificação Profissional do BH Cidadania Providência, na região Norte, fizeram na terça-feira, dia 3, apresentação dos trabalhos e degustação das variadas comidas que aprenderam a fazer durante as aulas. Os cursos são ministrados com recursos do OP 2001/2002 e já atendeu mais de 200 pessoas da comunidade.

Neste semestre apresentaram os trabalhos 15 alunos do curso de confeiteiro, 15 pessoas no de salgadeiro e mais 11 estudantes nas aulas de informática básica, totalizando 41 pessoas. São necessários 50 dias letivos de aulas para o aprendizado de salgadeiro e para confeiteiro e informática são 45 dias.

De acordo com Tarcísio Francisco, coordenador pedagógico do Centro de Qualificação Profissional Providência, o trabalho forma o cidadão. “O trabalho tem dois efeitos que se tornam benefícios. É uma questão de oportunidade e geração de renda e também a inclusão social que se dá através dele. É a inserção do sujeito na sociedade e no mercado de trabalho com o sentimento de produtividade. O aluno sai daqui com este resultado e a resposta da comunidade em que ele está inserido”, afirma.

Mafalda Vânia - Aluna
Uma das atrações da apresentação dos trabalhos foram os sites desenvolvidos por alunos do curso de informática. A aluna Mafalda Vânia de Oliveira, de desenvolveu um site de conteúdo religioso, afirma a satisfação de mais uma etapa cumprida. Sinto que agora sou qualificada para entrar no mercado de trabalho. “Até minha auto estima melhorou. Quando procuro emprego a primeira pergunta é se tenho qualificação. Agora posso responder com propriedade que sim. Tenho cursos de Informática e ainda assistente administrativo”, enfatizou.

As Inscrições para novas turmas podem ser realizadas no BH Cidadania Providência, na Rua Arantina, N°375, Bairro Providência. A entrega dos certificados de conclusão dos cursos acontece no próximo dia 31 ás 15h, no Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - CEFET, na avenida amazonas 52, Nova Suíssa.

Mais Informações: 3277-7458







FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)Enviar para o Twitter

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Projeto Quinta Cultural reúne mais de 300 pessoas na regional Norte



De amigos para amigos. Esse foi o tema do encontro promovido pelo BH Cidadania Brasilina Maria de Oliveira/ CRAS Novo Aarão Reis, no dia 28, através do Projeto Quinta Cultural, na regional Norte. O grupo é formado pelo educador social e músico Júlio César de Oliveira e seus amigos que se reúnem para resgatar a memória e sucessos da música caipira que marcaram época nos anos 60, 70 e 80.

A atividade contou ainda com a participação do grupo Batulatas formado por alunos do projeto pro jovem e mais de 300 usuários do BH Cidadania. De acordo com o músico, Júlio César, o objetivo do encontro é resgatar através da arte e da cultura a auto-estima das pessoas inovando. “Todas as canções foram tocadas com um ritmo diferenciado. Reunimos para apresentar canções que marcaram época, que relembrem as pessoas momentos da juventude”, explica.

Uma das atrações do encontro foi à apresentação da Assistente Social, Ludmila Corrêa com a peça que mostrava a caipira que veio do interior. Vestida com roupa chamativa ela contou a história da época que vivia no local. “Adorava beber e ouvir as músicas caipiras”, disse. O grupo “De amigos para amigos”, cantou o sucesso “ O Grande Sertão”, do cantor Pena Branca e Xavantinho chamando a atenção da plateia.

Instrumentos construídos por meio  de materiais recicláveis são algumas das ferramentas utilizadas pelo grupo Batulatas que apresentou músicas tocadas ao som de batucadas. Queila Gomes Barbosa, componente do grupo, relata que o projeto pro jovem mudou sua vida. “Há seis meses participo do projeto e descobri um talento que não sabia que tinha. O grupo Batulatas é tudo para mim e através do trabalho que venho desenvolvendo aqui, já sonho em construir uma carreira de cantora”, comenta.

O Projeto Quinta Cultural é desenvolvido pelo BH Cidadania Brasilina Maria de Oliveira e tem como objetivo promover a cultura e a arte por meio do entretenimento e socialização. Os interessados devem retirar o convite na portaria do BH Cidadania (AV. Risoleta Neves, 374, Novo Aarão Reis) 30 minutos antes do evento. A entrada é permitida para maiores de 16 anos.O evento acontece ás quintas-feiras ás 19h.

FONTE : Gerência Regional de Comunicação Social Norte(GERCOM-N)

Enviar para o Twitter